Dilemas do pinto

Muitos perigos rondam o pinto no quintal, motivo pelo qual ele foi acolhido no ambiente doméstico.

Muitos problemas higiênicos decorrem da criação de um pinto dentro de casa, motivo pelo qual minha mãe cogitou doar o último dos moicano para uma vizinha que tem um quintal maior e outro pinto solitário.

Recebi a notícia da solução final por telefone no trabalho. O pintinho teria que ir embora. De acordo, porém não sem pesar, fiquei com os olhos rasos d’água.

A notícia da minha consternação repentina após o misterioso telefonema logo se espalhou pela gerência e começaram a chover consolos por toda a parte. Pessoas se solidarizando com a minha dor, trazendo água com açúcar, recitando trechos bíblicos e mantras de autoajuda.

Agora preciso arranjar um motivo triste o suficiente para justificar toda essa comoção. Se eu revelar que a causa do meu pranto é um pinto, serei linchada. Como se pintos valessem menos que pessoas. Eu hein! Pessoas sequer botam ovos…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s