Uma vida completa

Para uma vida completa, não acredito que tenhamos necessariamente que ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro. No meu caso, ganhei três pintos, construí um galinheiro com o meu pai e agora estou aqui escrevendo no meu blog. Viu? Não é preciso muito para ser feliz. Bastam 4 metros quadrados no quintal dos pais.

Meus rebentos já nasceram politicamente corretos, um de cada cor respeitando a diversidade: um amarelo, um marrom e um preto. Tinha um quarto que não sobreviveu ao ataque da cachorra. O preto ainda está mancando, mal consegue ciscar, o que me parte profundamente o coração. Cachorros não respeitam a diversidade, além de não botarem ovos, o que é uma lástima.

Sobre questões de gênero, ainda não sei quem ali é macho ou fêmea, mas aceitarei quaisquer que sejam suas escolhas, desde que me dêem ovos, muitos ovos orgânicos.

O próximo passo será uma vaca.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s