Mundo sem Mulheres 2

Mais um domingo e aqui estou eu sentada no sofá vendo Fantástico. Marido detesta o Fantástico, detesta a Globo, detesta TV. Foi dormir. Melhor assim, vou ficar remexendo as minhas lembranças.

A Ju não era minha melhor amiga, era a única. Antipática desde cedo, sempre tive poucos amigos. Na verdade, éramos três, tinha também a Roselaine. Mas a Roselaine era mais moleca, já bebeu água sanitátia e ria como um cabrito. Ela era mais inocente também. A Ju e eu éramos metidas a mocinhas e mais maldosas também, a gente abusava um pouco dela. Morávamos de frente pra um morro sem favela e sem rotas de traficantes, coisa rara no Rio de Janeiro. Era todo verde, e aquele era o cenário das nossas aventuras. Quando a gente subia o morro pra fazer pique-niques lá no alto, na pedra da chupeta, era a Roselaine que descia morro abaixo sempre que as laranjas rolavam.

Não resisti e fui procurar no Google possíveis imagens do meu morro, e olha ele aí!

ViviCam 6300 Foto daqui.

Faz parte da Serra do Barata.

serra do Barata AD

Mas o trecho que eu brincava mesmo era este, na Pedra da Chupeta, alvo dos nossos pique-niques.

pedra da chupeta Fotos daqui.

Santo Google, minha devoção por você só cresce!

Mas voltemos ao Fantástico. A filha da Ju é quase adolescente! Isso significa que EU poderia ser mãe de um quase adolescente… Tô passada. Vejo a televisão como se estivesse assistindo uma outra vida que poderia ter sido a minha. Muito louco isso. O marido da Ju está passando a roupa de escola da menina. Ela estuda no mesmo colégio que a gente estudou, no Curumim. Reconheço esse uniforme de longe. Passamos dois anos lá. Até que meu pai perdeu o emprego de novo. Daí, lá fui eu pro colégio público. A Ju foi também, pra gente não se separar. Era assim, pra onde ia uma, a outra ia atrás. Até que eu fui pra Natal e aí não teve mais jeito.

Por hoje é só. Aguardemos o Fantástico da semana que vem.

Anúncios

Uma resposta para “Mundo sem Mulheres 2

  1. Eu vi sua amiga no programa ontem.
    A filha dela debochando do pai que tentava passar a roupa, rs.
    Veja bem, qualquer mulher na nossa faixa etária poderia ser mãe de um quase adolescente, não se preocupe que não é nada pessoal, rs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s