Magro também engorda

– Você é magrinha, você pode comer isso!

– Posso até parar de poder, né?

Assim como as pessoas adoram regular os gordinhos sobre o que devem ou não comer, fazem o mesmo com os magros, só que ao contrário. Se tudo é vedado aos gordos, aos magros tudo é lícito, e mais, tudo convém. Biscoito recheado, açucarado, engordurado?  O magrinho pode! E dá-lhe torresmo pro magrinho! Batata frita, refrigerante, pipoca, sorvete, bala. Até que o magrinho deixe de sê-lo, e a política se inverta.

Conheci uma menina magrinha que comia de tudo, e muito. Aos vinte anos, dava cabo de uma panela de brigadeiro feita com duas latas de leite condensado. So-zi-nha. Mas ela era magrinha, ela podia. Lembro que eu sempre dizia: não se iluda, um belo dia você vai dormir magra e acordar gorda. Eu estava brincando, pero no mucho. Porque o magro quando engorda é assim, da noite pro dia. Pelo menos foi assim com os meus pneus. Um dia eu fui dormir sequinha, com 56cm de cintura, e acordei com dois pneus, um de cada lado, e com 10cm a mais na cintura. Ok, ainda sou magra, mas estou alerta. Sempre alerta.

Não sei se foi a minha praga ou as sucessivas panelas de brigadeiro, ou ainda o casamento que veio logo depois, mas num intervalo de oito meses, a magrinha já havia adquirido 11 novos quilos! Mais de 1 quilo por mês!  Da noite pro dia.

Testemunhei muitos outros casos idênticos a esse. A pessoa é magrelinha e, do nada, dá uma encorpada. Fica até melhor por um tempo, mas é passageiro. Na sequência, vem o famigerado sobrepeso.

Em suma, depois dos vinte, meus caros, a magreza depende mais do mérito do que dos genes. O magro pode ser magro por bênção genética, mas uma circunferência abdominal dentro dos limites saudáveis ao coração requer mais do que a pura sorte de nascer magro. O sinal verde para comer, que as pessoas adoram conferir aos magros, só funciona enquanto eles não comem de fato. Basta o magro acreditar que tudo pode, para deixar de poder em muito pouco tempo. Aí então, entrará para o time crescente dos ex-magros.

Moral da história: você só “pode” comer enquanto não come. Basta começar a comer, que em breve deixará de “poder”.

2 Respostas para “Magro também engorda

  1. Ola, achei esse seu cantinho super legal. Descobri o brecho, e depois a antessala, ou seja, será q entrei pelos fundos da casa ??😮.

    Achei seus textos super inteligentes e divertidos, e nao sei porque lembra uns textos meus…rsrsrs… Parabens pelo blog! Bj

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s